segunda-feira, 5 de abril de 2010

438. Câmara de Gaia apresentou Projecto de Prevenção para alunos do 1º Ciclo

A apresentação do projecto "Sorria com Gaia" - Prevenção da Saúde Oral - destinado aos alunos do 1º Ciclo de todo o concelho de Gaia, decorreu na Escola Básica do 1º Ciclo e Jardim de Infância do Maninho, na freguesia da Madalena. Este projecto resulta de uma parceria entre a Câmara de Gaia, a Escola Profissional de Saúde e a Clínica Oralsaúde.
video
Foi concebido com o intuito de promover a aquisição de conhecimentos sobre saúde oral por parte das crianças de Gaia, designadamente criar boas práticas ao nível da prevenção entre os jovens que frequentam o primeiro ciclo; realizar o rastreio e o despiste de casos graves; acabar com o receio de ir ao dentista e impulsionar a investigação sobre a saúde oral na comunidade de Vila Nova de Gaia.
"Dos rastreios já efectuados, aproximadamente cerca de 50% das crianças de Gaia tem cáries e é necessário fazer intervenção. A Escola Profissional de Saúde compromete-se a fornecer à autarquia estatísticas dos resultados, de forma a informar qual o estado da saúde oral nas crianças", referiu Aguiar Falcão, responsável pela Escola Profissional de Saúde.
De acordo com o programa, cerca de 12 mil crianças que frequentam o 1º. Ciclo do Ensino Básico serão sujeitas a rastreio. Neste ano lectivo, são contempladas as que frequentam o 4º ano e, na próxima época, estender-se-á a todos os alunos do Ensino Básico.
"Esta iniciativa enquadra-se numa estratégia Municipal que visa a melhoria do bem-estar e a qualidade de vida das populações, com a possibilidade de abrir a gestão à sociedade e envolver agentes locais. Estabelecemos uma parceria com uma entidade local ligada à Saúde Oral, através de um protocolo com a Escola Profissional de Saúde e cujo objectivo é divulgar e promover comportamentos e hábitos na higiene oral e na saúde", salientou a Vereadora Mercês Ferreira.
Para estimular as crianças a terem boas práticas, foi entregue, a cada uma delas, o "Kit do Agente Sorriso", constituído por uma pequena mala com pasta dentífrica, escova, fio dental e uma amostra de flúor. Depois de o aluno ter efectuado a escovagem, aplicado o flúor e utilizado o fio dental, o rastreio foi executado com uma câmara intra-oral, a qual proporciona uma fácil observação e registo e permite à criança verificar, no próprio momento, as consequências do seu comportamento. Os resultados do rastreio são depois entregues ao aluno, ao professor e aos pais, acompanhado de uma nota, na qual são sugeridas as melhores práticas de saúde oral, como, por exemplo, visitar o médico dentista, se tal for necessário.
Portal do Cidadão de Vila Nova de Gaia
* * *
A importância da saúde oral feita por uma autarquia local, em colaboração com entidades responsáveis e com objectivos sociais.
Infelizmente são muito raros estes exemplos no país; um especial obrigado à Câmara Municipal de Gaia por esta iniciativa.

1 comentário:

Alex disse...

Cena da periferia de São Paulo:

http://mauriciobarbara.blogspot.com/2010/04/cena-da-periferia-de-sao-paulo.html

(onde há consulta odontológica nos serviços públicos)