quinta-feira, 10 de abril de 2008

239) Dente do siso: sinónimo de problemas

Os dentes do siso, como são conhecidos, são os últimos molares de cada lado dos maxilares e surgem por volta dos 18 anos, quando, presume-se que, o indivíduo adquire a maioridade e o juízo. Porém, em sua maioria, os dentes do juízo encontram uma série de problemas para nascer.
Os problemas mais comuns acontecem quando o dente está total ou parcialmente envolto por tecido ósseo e gengival e não consegue nascer normalmente. O dente totalmente retido pode provocar a reabsorção da raiz do dente vizinho, o aparecimento de cistos odontogênicos e ainda tumores, como o ameloblastoma.
Quando parcialmente erupcionado pode provocar a infecção da mucosa sobre o dente onde houve infiltração de bactérias. Nestes casos há a possibilidade de remoção dos dentes ou acompanhamento odontológico. "Nos casos em que o paciente não apresenta nenhuma sintomatologia, a remoção não é necessária, é feito apenas um acompanhamento clínico e radiográfico", explica Prisco Bortholi, professor de odontologia da Umesp (Universidade Metodista de São Paulo).
A visita periódica ao dentista é a melhor maneira de evitar complicações do mau posicionamento dos dentes do siso, já que não há possibilidade de se prevenção. Atualmente, a remoção de dentes retidos tornou-se um procedimento cirúrgico de rotina. Na maior parte dos casos a remoção é de rápida execução e confortável para os pacientes. Geralmente, pacientes mais jovens toleram melhor o procedimento.
Boa parte dos casos de dentes retidos devem-se ao fato de demorarem a nascer e quando no período normal para surgir não encontrarem espaço suficiente. Essa falta de espaço pode ser por um fator hereditário ou ainda devido a evolução da espécie. É comum membros de uma mesma família apresentarem dentes retidos de forma semelhante e com a evolução do homem, os ossos da maxila e a mandíbula diminuíram, já que a alimentação moderna, composta por alimentos pastosos e cozidos, não exige estruturas maiores.

3 comentários:

Camila Araujo disse...

Tenho muito medo disso e fui informada hoje que precisarei tirar os 4 cisos. Um de baixo está totalmente na horizontal e o do outro lado está com incluso e com osso na frente. Os de cima não vi nenhum problema, parecem que irão nascer sem problemas, mas minha dentista disse que tenho que tirá-los também pois poderá causar problemas, já que os dois debaixo serão arrancados. Ela está correta? Precisarei mesmo tirar os 4? Posso pedir a ela que me dê anestesia geral ao invés de local?
Meu noivo tirou os 4 de uma vez e passou muita dor depois, é melhor tirar 2 e depois mais 2?

Anónimo disse...

Aqui que posso responder para Camila?
Camila, você precisa tirar os quatro, pois, caso contrário, os de baixo não encontrarão barreira e continuarão a crescer.
E, sobre a anestesia, acho que eles nunca dão geral quando pode ser local. A primeira é mais perigosa e problemática.
Eu te desejo boa sorte, pois sei como é ruim fazer cirúrgia e como é ruim ser ansioso e ter medo de cirúrgia...

Danillo disse...

EU TIREI OS MEUS DENTES DO SISO..NA OUTRA SEMANA VOLTEI PRA ACADEMIA JA..SENTI DORES NESSA SEMANA..FIQUEI MUITO PREOCUPADO POIS COMO TIVE UMA CIRURGIA BEM COMPLICADA..AXO Q ACADEMIA AJUDOU A AUMENTAS AS DORES..ENTAO EU QUERIA SABER DEPOIS DE QUANTO TEMPO APÓS A CIRURGIA EU POSSO VOLTAR A FREQUENTAR UMA ACADEMIA???
MUITO OBRIGADO