quarta-feira, 22 de julho de 2009

372) Fórum Novas Fronteiras 2009-2013 foi palco de promessas eleitorais no âmbito da saúde oral

A saúde, o tema em debate no Fórum Novas Fronteiras desta quarta-feira, mereceu, no final das intervenções dos especialistas, a participação do primeiro-ministro, José Sócrates, que elogiou o Serviço Nacional de Saúde (SNS).
Com grande ênfase, Sócrates falou numa das grandes metas a atingir no seu próximo mandato. Trata-se do programa cheque-dentista. O líder socialista afirmou que pretende generalizar a abrangência deste programa. Actualmente apenas atinge as crianças com sete, dez e treze anos, num total de 200 mil.
«O nosso compromisso é garantir até ao final da legislatura o acesso a cuidados de saúde oral de todas as crianças e todos os jovens dos quatro aos 16 anos», esclareceu o líder do PS.
* * *
José Sócrates promete garantir o famigerado programa de saúde oral baseado no cheque-dentista a todas as crianças e jovens entre os 4 e os 16 anos de idade em 2013, ou seja, apenas para quem nasceu entre 1997 e 2009. Ficam assim automaticamente garantido, pelo actual chefe de governo, o afastamento do referido programa de largas centenas de milhares de crianças e adolescentes nascidos antes de 1997, independentemente de qualquer critério clínico ou de origem social.
Tendo já em conta a precariedade do referido programa de cheque-dentista, torna-se evidente que não será com a continuação da actual política de saúde preconizada pelo Partido Socialista que a maior parte das crianças e jovens portugueses terão acesso a cuidados de saúde oral. Assim, a maioria da futura geração de homens e mulheres do nosso país continuará fora de quaisquer possibilidade de acesso a cuidados de saúde oral no nosso país.
Agora que José Sócrates colocou preto no branco sobre o que vai continuar a ser a política de saúde oral caso continue a ser Primeiro-ministro, fica a pergunta: valerá a pena votar no Partido Socialista nas próximas eleições legislativas? Talvez você não tenha interesse no tema mas será que vamos sacrificar quase mais uma geração inteira, gastando dezenas de milhares de milhões de euros em investimentos de muito duvidoso interesse para a melhoria de vida da população, ao mesmo tempo que se vai negar o acesso da maior parte das crianças e jovens a cuidados de saúde oral?
Pense bem antes de votar.
Gerofil

Sem comentários: